UNIDADE ANCHIETA - Carta aos Pais - Colégio Arnaldo
Colégio Arnaldo

Colégio Arnaldo » Fique Por Dentro » Notícias » UNIDADE ANCHIETA - Carta aos Pais

Notícias

29/04/2018

UNIDADE ANCHIETA - Carta aos Pais

UNIDADE ANCHIETA - Carta aos Pais

Belo Horizonte, 29/04/2018
Estimadas famílias,

Durante as últimas semanas, estivemos envolvidos nas negociações entre os sindicatos dos professores
(SINPRO) e patronal (SINEP), que, neste ano, vem se repetindo diretamente no interior das escolas. Como os pais
recebem as notícias pelos jornais, comunicados dos sindicatos ou, até mesmo pelos olhos, sentimos necessidade de esclarecer alguns pontos.

As escolas católicas possuem um histórico de respeito e valorização da docência. Por trabalharmos na perspectiva da formação humana ampla, para além da formação acadêmica, temos a certeza da importância do
profissional que lida, diariamente, com as nossas crianças e jovens. Estamos falando de alguém que, além de dominar sua área do conhecimento é demandado nas competências humana e social.

As relações de trabalho dos prossionais da educação são regidas pela Convenção Coletiva de trabalho (CCT), que precisa ser acordada e assinada pelos dois sindicatos. É importante esclarecer que o SINEP/MG (sindicato patronal) tem composição heterogênea, e abrange uma extensa gama de escolas que vão da Educação Infantil ao Ensino Superior, instituições estas com características peculiares. Nesse contexto, os professores independentemente da escola em que trabalham, agem em termos de categoria profissional.

Ressaltamos que o Colégio Arnaldo Unidade Anchieta, enquanto instituição católica, vem contribuindo para a condução de uma negociação respeitosa em relação aos professores.
Diante do exposto, gostaríamos de esclarecer que das 51 cláusulas da Convenção Coletiva, 41 foram mantidas
na íntegra. Estão entre elas as cláusulas que tratam sobre a bolsa de estudo, adicional por tempo de serviço,
adicional extraclasse e intervalo;

Das 10 cláusulas, que as partes, SINPRO e SINEP, acordadas no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), no dia 26/04/18, e foram discutidas em reunião de negociação realizada no dia 27/04/18 às 14h30, no SINEP, sete delas tiveram avanços significativos, sem prejuízos para os professores;

As 7 cláusulas que evoluiram na negociação entre os sindicatos, sem prejuízo para os professores foram:

.Transferência de disciplina do professor (válido somente para o Ensino Superior)

.Férias coletivas;

.Aviso prévio de licença remunerada;

.Estabilidade para aposentadoria;

.Exclusão de exigência de homologação do quadro hierárquico pelo Ministério do Trabalho e Emprego;

.Multa em caso de descumprimento de obrigação legal
.Rescisão imotivada no transcurso do ano letivo.

As cláusulas que continuam em negociação, para serem tratadas na próxima segunda-feira, dia30/04/18, são:

.Índice de reajuste salarial;

.Homologações no Sindicato dos Professores (discussão em função da nova lei trabalhista);

.Desconto da Contribuição Sindical e Taxa Assistencial (discussão em função da nova lei trabalhista);

Dado o avanço obtido até aqui, estamos esperançosos que as partes, SINPRO e SINEP, finalizem o acordo na próxima segunda-feira, 30/04/18, e voltemos a normalidade em nossas escolas.

Nosso compromisso com as nossas crianças e jovens e suas famílias é o de assegurar a qualidade do serviço que oferecemos.

Agradecemos por sua compreensão e apoio nesse momento, com o compromisso de sempre mantê-los informados sobre os desdobramentos da situação em questão.

Sempre em diálogo,

Edson Ribeiro Netto Junior

Diretor Executivo do Colégio Arnaldo Unidade Anchieta

Fotos
colegioarnaldo